AMPARO OCULTO

Pelo espírito: Maria Dolores
Psicografia:
Francisco Cândido Xavier
Livro: 
“Antologia da criança” – Editora: Ideal

 

Não lamentes, alma boa,

Contratempo que aconteça,

Que a luta não te esmoreça,

Nada existe sem valor;

Aquilo que te parece

Um desencanto de vulto

É sempre socorro oculto

Que desponta em teu favor

*

Uma viagem frustrada,

Uma festa que se adia,

Uma palavra sombria

Que encerra uma diversão,

O desajuste num carro,

Um desgosto pequenino,

Alteram qualquer destino

Em forma de salvação.

*

Não chores por bagatelas,

Guarda a fé por agasalho,

Deus te defende o trabalho,

Atuando em derredor,

Contrariedades no tempo,

Quase sempre, em maioria,

É amparo que o Céu te envia

Por benção do mal menor.

 

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. Sou a Amanda Da Silva, e quero parabenizar você pelo seu
    artigo escrito, muito bom vou acompanhar o seus artigos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *